Da Mata Atlântica, o melhor

Amma, 2016

Estamos diante de uma das maiores joias brasileiras, a Mata Atlântica. Dela, a vida brota forte, diversa e já prometida, como o cacau que tem a maior parte de seu destino já definido: o chocolate em versões infinitas para paladares de todo o mundo.

Além do nosso imaginário, a Bahia de verdade dá um tom quase ficcional a esse encontro. Talvez pelo cenário de beleza abundante ou pela forma ritualística como ali os processos são realizados, nesta engenhosa transformação de uma de suas mais valiosas matérias-primas no chocolate premiado do Brasil.

Na fazenda de Diego Badaró, idealizador e sócio da marca AMMA Chocolates, circulam também personagens com funções essenciais nesta história. São eles todos profundos conhecedores da mágica da qual a AMMA se alimenta e também os agentes que inspiram os produtos ali concebidos.

Com mãos e pés constantemente na terra, tocamos outras camadas de sensibilidade e noção da riqueza por trás das embalagens artísticas, das receitas que ganham status gourmet e de todo o contexto AMMA. O que fica, ao final de dias mergulhados na fertilidade que envolve toda a fazenda, é um gosto puro de Brasil, como um elixir de vida e de potência.

 


TEXTO Lila Guimarães
FOTOS Victor Affaro

Histórias

Torres e Domos
Amyr Klink

Descobrimos como a lógica de sustentabilidade de um ecolodge na Patagônia chilena transformou o seu entorno e está protegendo as paisagens mais inóspitas desta região.

Olhares sagrados
Rajastão

Enquanto descobrimos o mundo com a calma de um viajante, uma onda química nos captura ao acaso.